gabriel_vella_vs_rominho_51

Prática esportiva traz benefícios morais e éticos

Frequentemente é dito que a prática esportiva faz bem à saúde física, mas pouco se fala sobre seus benefícios em outras áreas. O idealizador da área de esportes da Compassiva, André Leitão, afirma que é uma maneira de trabalhar questões sociais, econômicas, religiosas e até ética. Isto por que, através da interação entre companheiros, cria-se o respeito e o senso de equipe.

Leia Mais

ca

Crianças em Ação ajuda a traçar novos rumos

Toda semana, entre 25 e 35 crianças e adolescentes têm acesso a diversas atividades lúdicas e artísticas, aulas de conscientização e educação moral através do Crianças em Ação. O projeto surgiu a partir da iniciativa de um casal que percebeu as necessidades das crianças no bairro onde a Compassiva se localiza, o Glicério. Dividido em 6 salas, o projeto conta com atividades próprias a cada idade. Nathan Queija, ex-coordenador, conta que com os maiores há mais diálogos, enquanto que com os menores, mais brincadeiras. Hoje, conta com 15 voluntários, mas carece mais.

Leia Mais

Rafaela Silva | Reprodução Blog Rada Olímpico - Jornal O Globo

Esportes são fundamentais para desenvolvimento

Rafaela Silva foi assunto nas Olimpíadas de Londres, em 2012, após ter aplicado um golpe ilegal em sua adversária e ser eliminada. O ocorrido gerou críticas, ofensas racistas via redes sociais e depressão. Agora, quatro anos depois, a judoca ganha ouro em casa e mostra a todos aquilo que é capaz de fazer.

Leia Mais

Image of business partners handshaking over business objects on workplace

Relação entre terceiro setor e governo precisa ser cautelosa

Não só de doações que sobrevivem as ONGs, mas, por vezes, de parcerias com o governo. Como trata-se de repasse de recurso público para a execução de determinado projeto, é necessária cautela tanto por parte da gestão pública, quanto das instituições não governamentais. Segundo a advogada especialista em terceiro setor,

Leia Mais

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 28.02.13: Carteira de trabalho. Foto: Camila Domingues/Palácio Piratini

Refugiados têm dificuldade para encontrar emprego

Ao sair de seu país de origem e ir para outro, o refugiado precisa recomeçar. Dentre todos os desafios a serem enfrentados, está o de conseguir um novo emprego. A maioria, afirma Mayra do Prado, coordenadora do Programa LAR da Compassiva, possui formação universitária, mas, ao chegar ao Brasil, dificilmente

Leia Mais

Compassiva Newsletter

Subscribe to our newsletter!

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux