Refugiados sírios com diplomas revalidados

Diplomas de refugiados sírios são revalidados pela Compassiva

O casal de refugiados sírios, Salim e Salsabil, exibe a comprovação de que são formados em Farmácia e, agora, devidamente reconhecidos pela legislação brasileira.

A conquista se tornou possível graças ao trabalho da equipe jurídica da Compassiva, que em 2016, passou a ser a primeira ONG brasileira junto à Organização das Nações Unidas (ONU) autorizada a revalidar diplomas de refugiados. Antes disso, os expatriados tinham a possibilidade de fazer o processo por conta própria, mas arcando com os gastos.

Hoje, a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) é o órgão responsável por essas despesas e a Compassiva realiza toda a burocracia.

No caso de Salim e Salsabil, a revalidação foi feita na Universidade Federal Fluminense (RJ) e os processos levaram entre seis meses a um ano para serem concluídos.

De acordo com a a advogada da Compassiva, Camila Suemi, o diploma revalidado permite com que refugiados atuem no Brasil em suas devidas áreas e com salários compatíveis. “Além disso, é o começo para a reconstrução de uma vida em outro país”, afirma.

Entenda mais sobre o processo de revalidação aqui.

Compassiva Newsletter

Subscribe to our newsletter!

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux